Saltar para o conteúdo

Rambo II: A Missão

(Rambo: First Blood Part II, 1985)
?
Sua nota
Direção
George P. Cosmatos
Roteiro:
Sylvester Stallone (roteiro), James Cameron (roteiro), Kevin Jarre (argumento), David Morrell (personagens)
Gênero:
Aventura, Ação, Suspense
Origem:
Estados Unidos
Duração:
97 minutos
Prêmios:
58° Oscar - 1986

Filmes Relacionados

Lupas (14)

  • A patriotada americana é ridícula, bem a cara da época. É um ufanismo quase infantil, preconceituoso, propaganda em tempos de alta da guerra fria. Felizmente a ação descerebrada é divertida, você acaba envolvido por todo o o excesso e picaretagem. Dá para dizer que gostei.

    Zacha Andreas Lima | Em 05 de Março de 2024 | NOTA: 6.0
  • Maldito seja o Reagan que financiou pataquadas tão cringes e ao mesmo tempo Camp como essas rsrsrsrs

    Shut Up Drive | Em 13 de Abril de 2022 | NOTA: 6.0
  • Transformaram o Rambo, que no primeiro era um personagem que trazia uma mensagem totalmente anti-guerra, numa máquina de ação, explosões, patriotismo e peça de propaganda para o Reagan. O que vale aqui é a direção estilosa de Cosmatos, que realmente sabe fazer uma ação estilosa. A trilha de Goldsmith não é tão boa quanto a do primeiro, mas tem seus bons momentos.

    Josiel Oliveira | Em 21 de Março de 2022 | NOTA: 7.0
  • Já que deu certo o prequel, escalaram Stallone novamente no papel. E a fórmula foi a mesma, com um roteiro mais genérico ainda, praticamente repetindo a "fuga explosiva" (os efeitos visuais e sonoros são competentes), com inúmeros soldados idiotas no encalço (se Rambo começou a missão com 59 mortes, imagina com quantas terminou!). O protagonista quase não fala, aliás, Cosmatos nem se preocupa com atuações (qual a utilidade do Crenna?), o negócio é só detonar mesmo; mas o final é muito exagerado.

    Gilberto C. Mesquita | Em 30 de Maio de 2020 | NOTA: 2.5
  • Mesmo com o típico nacionalismo oitentista, o subtexto de Rambo ainda tem uma carga política que surpreende, criticando a corrupção sistêmica do meio que o criou. Como história, é divertidíssimo ver como é frágil a estrutura de um "filme de macho". As explosões tardam, mas não falham.

    Guilherme Algon | Em 26 de Dezembro de 2019 | NOTA: 6.5
  • Bem aquém do primeiro...

    Rosana Botafogo | Em 01 de Dezembro de 2019 | NOTA: 6.5
  • Todo peso psicológico do filme anterior abre espaço para um patriotismo exagerado e roteiro capenga.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 09 de Julho de 2019 | NOTA: 6.0
  • Consegue manter a mesma linha histórica e a tensão do primeiro, mas aqui já focado basicamente na ação, que não é ruim, mas chove no molhado. Pelo menos nessa época até os piores filmes de ação tinham trama. Revisto, Estúdio Universal, 19-01-2019.

    Davi de Almeida Rezende | Em 19 de Janeiro de 2019 | NOTA: 5.0
  • A direção histérica e desajeitada do George P. Cosmatos somada ao Stallone na sua pior e mais arrogante fase.

    Jules F. Melo Borges | Em 19 de Junho de 2017 | NOTA: 4.0
  • É o caso de pegar um ícone e jogá-lo num contexto qualquer pra abusar ao máximo de seu potencial - a indústria de games faz isso todo ano. Divertidíssimo e ideologicamente mais irresponsável que o próprio fascismo brucutu do 'herói' - típico da época.

    Douglas Rodrigues de Oliveira | Em 28 de Abril de 2017 | NOTA: 4.0
  • Missão de guerra espetacular, voltada com absurda competência à ação física - aquele ataque de helicóptero! Todos os níveis são mostrados (convocação, planejamento, execução e sucesso) não deixando nada aberto, gerando interesse. Um grito pelo respeito.

    Adriano Augusto dos Santos | Em 24 de Janeiro de 2017 | NOTA: 9.5
  • Nesta reinvenção do personagem, Rambo se torna o herói invencível pelo qual viria a ser popularmente conhecido. Se você assiste como a uma pura fantasia masculinista oitentista, funciona bem. Se não, não tem a menor lógica.

    Paulo Henrique de Aragão | Em 03 de Março de 2016 | NOTA: 6.0
  • Se o primeiro não tinha muita ação, esse tem,e é muito bem feita, diga-se de passagem. É um ótimo entretenimento, se resumindo a praticamente as cenas de ação, mas não é rum. Não é o melhor Rambo, mas é um ótimo filme.

    Thiago Cavalcante Hércules | Em 13 de Junho de 2014 | NOTA: 8.5
  • Blockbuster daqueles quase idiotas, cuja a ação, entretanto, é bem executada. E o filme, felizmente, ainda soube aproveitar bem seu protagonista.

    Rodrigo Nuso | Em 05 de Janeiro de 2012 | NOTA: 7.0