Saltar para o conteúdo

Virgem de 40 Anos, O

(40 Year Old Virgin, The, 2005)
6,6
Média
601 votos
?
Sua nota
Direção
Judd Apatow
Roteiro:
Judd Apatow, Steve Carell
Gênero:
Romance, Comédia
Origem:
Estados Unidos
Duração:
116 minutos

Lupas (30)

  • Extremamente divertido. A cena da depilação é de chorar de rir.

    Kayo Baptista Carlos | Em 03 de Julho de 2020 | NOTA: 8.0
  • Por vezes evitei esse filme... Meu instinto tava certo, que lixo!

    Rique Mias | Em 01 de Fevereiro de 2020 | NOTA: 2.0
  • Tem muitos momentos divertidos, o que garante um bom filme mesmo com alguns clichês na parte final.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 15 de Outubro de 2019 | NOTA: 7.0
  • Carell bem que podia se arriscar em novos roteiros de comédia pro cinema. Foi até então sua única experiência e o filme de fato atinge um alívio humorístico nem sempre encontrado em Hollywood. E que baita ideia pra um filme de humor, não?

    Diego Henrique Silveira Damaso | Em 02 de Janeiro de 2019 | NOTA: 6.5
  • Steve Carell em sua performance auge na comédia! E o encerramento do filme não poderia ser melhor!

    Renan Paiva | Em 19 de Julho de 2018 | NOTA: 8.0
  • Não é uma comédia muito engraçada ,tem clichês,mas Carrel está bem nesse personagem que a gente torce e se diverte.

    Araquem da Rocha | Em 08 de Dezembro de 2017 | NOTA: 8.0
  • Um pouco engraçado, a primeira metade é sensacional e, você fica torcendo pelo sucesso do protagonista (um bom personagem ao lado de seus amigos), depois cai no cliché e melodrama das comédias americanas, mas isso não o prejudica. E o q foi aquele final?

    César Barzine | Em 22 de Agosto de 2017 | NOTA: 7.0
  • Um roteiro que se baseia na comicidade deveria ser mais crítico com as piadas. Sobre os personagens, apesar da boa escalada de atores, são desinteressantes e nunca construídos a ponto de nos importarmos com eles.

    Gabriel Fagundes | Em 15 de Agosto de 2016 | NOTA: 4.0
  • A 1ª metade é fantástica: engraçada e gera questionamentos, bem como constrói uma empatia entre público e protagonista. Aos poucos, acaba se entregando às simplificações naturais do gênero, que embora engraçadas, poderiam interferir menos no produto final

    Kennedy | Em 18 de Junho de 2016 | NOTA: 6.5
  • Comédia com alguns clichês e exageros mais acima da média mesmo assim, vale assistir por Steve Carell que é engraçado e incorporou o personagem sem ficar caricato.

    MORENO | Em 13 de Junho de 2016 | NOTA: 6.0
  • Nem todas as piadas funcionam, mas Carell compensa com sua aparência perfeita para o papel. Divertidíssimo.

    Lucas Reis | Em 20 de Fevereiro de 2016 | NOTA: 7.5
  • Honestamente, não me fez rir, mas tem outras coisas a serem aproveitadas. Foi um inicio de carreira apreciável.

    Landerson DSP | Em 15 de Fevereiro de 2016 | NOTA: 6.5
  • Apesar da duração exagerada, mantém o pique e mostra o sensacional timing cômico de Carell, que se confirma a cada novo papel em longas do gênero. As referências à modernidade também estão organicamente concatenadas.

    Patrick Corrêa | Em 05 de Outubro de 2015 | NOTA: 7.5
  • Com boas gags, porém, inconcluso, o filme poderia ser melhor dirigido.

    ADEMAR FERREIRA BESSA | Em 22 de Maio de 2015 | NOTA: 5.5
  • Vulgar ao extremo propositalmente, que deu um novo ar as comédias de sexo que já davam pena após American Pie. Revelou e trouxe a boa forma grandes talentos da comédia, e de quebra se tornou cult.

    Marques Chery M.K | Em 06 de Janeiro de 2015 | NOTA: 7.0
  • Superestimado. Arranca algumas poucas risadas, nada mais.

    Gabriel Henrich | Em 07 de Dezembro de 2014 | NOTA: 6.0
  • Um filme hilário que peca por ser longo demais!

    João Ferreira | Em 23 de Maio de 2014 | NOTA: 7.0
  • 24/02/06

    Eduardo Scutari | Em 04 de Março de 2014 | NOTA: 7.0
  • A cena da depilação é sensacional!

    Francisco Bandeira | Em 20 de Dezembro de 2013 | NOTA: 7.0
  • Não deixa de ser um grande besteirol e se reconfortar no lugar comum das piadas sexuais e fáceis, nem sempre acertando no timing, mas é uma sincera visão dos adultos que nunca cresceram, um conflito divertido entre a juventude e a vida de adulto.

    Bruno Kühl | Em 10 de Agosto de 2013 | NOTA: 6.0