Saltar para o conteúdo
7,0
Média
247 votos
?
Sua nota
Direção
Roteiro:
David Ayer
Gênero:
, ,
Origem:
,
Estreia:
05/02/2015
Duração:
134 minutos

Lupas (28)

  • "Os ideais são pacíficos, a história é violenta". Visualmente muito bonito, fotografia linda, cenários perfeitos, elenco eficiente, tem alguns estereótipos, como o soldado bible, o jovem que perde a inocência, mas, como entretenimento é eficiente ao passar constantemente a idéia de que estão sobre pressão, em menor número e com inimigos que embora no fim da guerra parecem sempre estar em vantagem, acho que o jovem muda muito repentinamente, e o final me pareceu meio confuso e irreal, bom filme.

    Fabio Luis Martins Rafo | Em 10 de Abril de 2021 | NOTA: 7.0
  • Que intenso, tentei recomeçar 3 vezes, mas o iníco meio frio, me fez não conseguir, ainda bem que não desisti, um excelente filme, que mostra toda brutalidade e ira dos heróis americanos, difícil de presenciar nas películas americanas, já tem meu respeito

    Rosana de Almeida Machado | Em 10 de Julho de 2018 | NOTA: 8.5
  • Não foge muito da estrutura de filmes de guerra, e por sua força está no elenco, que esbanja coesão e entrega, desaparecendo em seus respectivos personagens.

    Patrick Corrêa | Em 11 de Junho de 2018 | NOTA: 7.0
  • Enfim um de guerra moderno muito bom. O foco é na honra e nas batalhas, cenas de combate bem interessantes (a vila, no mato, incrível cerco no Fim). Mesmo com os tiros laser! Há inclusive uma cena de outros tempos, sequência enorme à mesa de duas alemãs

    Adriano Augusto dos Santos | Em 15 de Abril de 2018 | NOTA: 8.5
  • Ora pende para a falta de humanidade gritante em um ambiente hostil, ora traz aquele clima heroico de honrar seus ideais. Nessa balança de acertos e falhas, marca pelo realismo tenebroso. A sequência com as alemãs é um destaque à parte.

    Guilherme Algon | Em 22 de Junho de 2016 | NOTA: 7.0
  • Corações de Ferro é o filme de guerra genérico por definição. Não nada de novo, nada marcante, personagens risíveis e roteiro raso e recheado de clichês. Tem mais, a troca de tiros é cheia de luzinhas que parece ser influência de Star Wars.

    Eliezer Lugarini | Em 12 de Fevereiro de 2016 | NOTA: 3.0
  • Otimo filme.

    Eduardo Gomes Beserra | Em 05 de Dezembro de 2015 | NOTA: 8.5
  • Não é difícil entender que a guerra é um mero jogo de sobrevivência. Complicado é fazer um filme de guerra que fuja da esquematização de Hollywood. Se não fosse a estrondosa cena do jantar, a bela fotografia e o elenco correto...

    Zacha Andreas Lima | Em 20 de Novembro de 2015 | NOTA: 6.0
  • A premissa de ver a 2° Grande Guerra pela ótica de um tanque era boa, mas o filme é tão clichê que após os 20 primeiros minutos eu já sabia qual seria o final, que aliás, de tão surreal chega a ser patético. Desvirtua até valores morais de batalha.

    Davi de Almeida Rezende | Em 15 de Novembro de 2015 | NOTA: 2.0
  • Ayer não sabe mostrar verdadeiramente o que foi a Guerra, e isso prejudica muito seu filme, mas as belas cenas de ação, e os personagens de Pitt e Lerman (em bela atuação) garantem que se mantenha interessante, mas nada de inovador no gênero.

    Guilherme Fonseca | Em 07 de Novembro de 2015 | NOTA: 6.5
  • A guerra muda todos da qual dela participam, e mesmo que queiramos nos livrar de alguns estigmas e nos libertar, ela sempre estará a espreita, pronta para acabar com um novo recomeço.

    Kennedy | Em 30 de Agosto de 2015 | NOTA: 8.0
  • Grande construção de personagens num enfoque maior do que o comum em filmes do gênero. O final de uma guerra retratado de forma leal por David Ayer.

    Pedro Henrique Gutterres | Em 12 de Agosto de 2015 | NOTA: 8.5
  • Com muito barulho (o longo e absurdo desfecho até cansa) e pouco conteúdo histórico, o filme faz uma turnê, ao lado de vários tipos caricatos de soldados, por caminhos sombrios da razão humana, mas sem sensibilidade, e não conclui absolutamente nada.

    Gilberto C. Mesquita | Em 29 de Julho de 2015 | NOTA: 3.5
  • Ideais são pacifistas. A história é violência. A frase, cuspida por um sargento veterano na face de um jovem recruta, define a ambiguidade que desorienta os personagens de "Corações de Ferro''.

    Edward Jagger DeLarge | Em 08 de Julho de 2015 | NOTA: 6.0
  • David Ayer consegue nos levar a sentir na pele os sentimentos da guerra -- medo, tensão, nojo, ódio, etc. A ação é o que tem de melhor na trama. Pena que o filme excede o lado patriótico americano e volta ao lugar comum.

    Guilherme Saeger C. Albuquerque | Em 06 de Julho de 2015 | NOTA: 6.0
  • Ótimas cenas de ação e com uma dupla que sustenta bem a trama, mas com exceção do ambiente claustrofóbico dos tanques de guerra o filme não traz nenhum elemento novo. Faltou um pouco mais de sangue, não?

    Thiago Cotta | Em 18 de Junho de 2015 | NOTA: 7.0
  • Um ótimo filme de guerra que por vezes prefere ter alívio cômico a investir no tradicional drama. A equipe do tanque não faz feio e se mostra bastante entrosada e nos proporciona ótimas cenas de ação que trazem muita tensão. Ayer também sabe fazer blocks.

    Raphael da Silveira Leite Miguel | Em 01 de Junho de 2015 | NOTA: 8.0
  • Na minha opinião um dos grandes filmes de guerras em tempos. Retrata o horror de forma bem realista, fotografia nos campos de batalha são sensacionais. O filme consegue sufocar, especialmente dentro do tanque de guerra. Filme excelente!!

    Karlos Fragoso | Em 16 de Abril de 2015 | NOTA: 9.0
  • Ayer tentar pisar em solo grande, mas o resultado final não passa de um flerte.

    Hudson Borgato. | Em 15 de Março de 2015 | NOTA: 6.5
  • Mostra mais uma vez os horrores da guerra e sua realidade, achei meio forçada a tentativa de mais uma vez dar espaço pra esse atorzinho meia boca, mas o filme é bom.

    Leandro Mesquita | Em 02 de Março de 2015 | NOTA: 8.0