Saltar para o conteúdo
7,1
Média
84 votos
?
Sua nota
Direção
,
Roteiro:
Marco Dutra (roteiro), Juliana Rojas (roteiro)
Gênero:
,
Origem:
, ,
Estreia:
07/06/2018
Duração:
135 minutos

Lupas (18)

  • A primeira metade é desinteressante, mas pelo menos parece prometer algo, enquanto a segunda é totalmente vazia e sem graça. Falta atrito para ser um bom filme social, falta inspiração para ser um bom filme folclórico, e falta atmosfera para ser um bom filme de terror.

    César Barzine | Em 15 de Julho de 2019 | NOTA: 5.0
  • Atmosfera inquietante, provocativa. Deixa uma inebriante sensação de estranheza crescer no desenrolar da narrativa. Ainda prefiro "Trabalhar Cansa", mas é outro acerto da dupla Marco Dutra e Juliana Rojas.

    Zacha Andreas Lima | Em 12 de Março de 2019 | NOTA: 7.5
  • Lento o desenrolar, mas envolvente, Majorie esta incrivelmente linda, Isabél Zuaa excelente como a babá introspectiva e atenciosa... Um dos melhores de terror nacional, belíssima produção, surpreendente, qualidade superior, envolvente, apaixonante...

    Rosana de Almeida Machado | Em 04 de Março de 2019 | NOTA: 9.0
  • É lindo, horrível, insólito, lírico, mórbido. Terror, fábula, lenda, crítica social e música criam um mosaico de gêneros, tons e efeitos em uma São Paulo que se molda e se empresta para a fantasia. O fim é dos mais belos do cinema nacional contemporâneo.

    Victor Tanaka | Em 06 de Dezembro de 2018 | NOTA: 9.0
  • Tem seus problemas de desenvoltura e se sai melhor quando flerta com o horror. Interessante a trama metafórica de amor às diferenças, já mostrada em outros filmes, mas que se torna inusitado por essa historia. Final comovente.

    Paulo Matheus | Em 03 de Dezembro de 2018 | NOTA: 7.0
  • No começo a tensão sexual entre as duas mulheres não funciona e Estiano está mal. As cenas de uma SP expressionista que ligam as duas partes são espetaculares e o filme cresce daí pra frente. É Cinema com tesão que se arrisca sem nenhum constrangimento.

    Caio Santos | Em 21 de Novembro de 2018 | NOTA: 8.0
  • É um terror nacional decente,mas a história não é muito coesa,além do filme ser arrastado.

    Araquem da Rocha | Em 17 de Outubro de 2018 | NOTA: 5.0
  • Dois filmes em um, sendo o primeiro bem melhor do que o segundo. Algo na direção e na abordagem da Isabél Zuaa me afastaram do filme.

    Pedro Luis Santos Miranda | Em 22 de Setembro de 2018 | NOTA: 6.0
  • Vive de algumas presenças, do discurso que não é imposto goela abaixo e da instigante primeira parte. Alguns momentos chaves são mal bolados e/ou potencializados (os 15 minutos finais, a cena do gato, destaque mesmo é o ataque no shopping).

    Daniel Mendes | Em 31 de Agosto de 2018 | NOTA: 7.0
  • Maratona de qualidade essa do cinema de Rojas e Dutra. As Boas Maneiras flerta com a cultura local, histórica e fantástica sobre vários vieses.

    Gabriel Fagundes | Em 24 de Julho de 2018 | NOTA: 8.0
  • Por enquanto é o maior feito da dupla Dutra e Rojas, unindo a análise social brasileira com a parte do horror e folclore e gerando um filme rico em leituras e poesia, ainda por cima pautado em referências que vão de Lynch a Landis.

    Bruno Kühl | Em 11 de Julho de 2018 | NOTA: 8.0
  • Parece ser o rascunho enxuto de um grande filme, é bem essa a sensação. Pior que me deu uma saudade nem do Mojica que seria pedir demais, mas de um Walter Khouri da vida. Da verdadeira tensão que o cinema brazuca pode oferecer além das ótimas intenções.

    Douglas Rodrigues de Oliveira | Em 10 de Julho de 2018 | NOTA: 5.0
  • Fantasia que nosso cinema contemporâneo carecia, abraçando simbolismos da cultura popular para atar uma edificante fábula urbana de conflitos de classe e gênero. Em cada cena é capaz de trazer uma surpresa. Pra ser visto e revisto.

    Guilherme Algon | Em 06 de Julho de 2018 | NOTA: 8.0
  • Razoável

    Lucas Moreira | Em 28 de Junho de 2018 | NOTA: 6.5
  • Que Horas Ela Volta? meets Um Lobisomem Americano em Londres.

    Augusto Barbosa | Em 19 de Junho de 2018 | NOTA: 7.5
  • Essa fábula urbana é um trabalho de gênero notório que, mesmo indo longe demais para uma plateia mais comercial, mostra que o sangue é verde e amarelo nesse bizarro e imperdível filme sobre uma mulher lésbica que tem a vida mudada por um bebê lobisomem.

    Gustavo Hackaq | Em 19 de Junho de 2018 | NOTA: 8.0
  • Um passeio muito equilibrado e divertido por vários gêneros (terror, comédia, musical, drama) e que não deixa a peteca cair em nenhum deles. Acima de tudo, um exercício muito bem-vindo e bem elaborado por uma dupla que ainda não sabe o que é errar.

    Gabriel Frati | Em 31 de Outubro de 2017 | NOTA: 7.5
  • Rojas e Dutra voltam s apostar no sobrenatural invadindo o cotidiano e puxando o tapete de quem achava conhecer o rumo da trama. Desempenho espantoso - com trocadilho - de Marjorie Estiano.

    Patrick Corrêa | Em 10 de Outubro de 2017 | NOTA: 7.5