Saltar para o conteúdo
5,1
Média
97 votos
?
Sua nota
Direção
Patty Jenkins
Roteiro:
Patty Jenkins (roteiro e argumento), Dave Callaham (roteiro), Geoff Johns (roteiro), William Moulton Marston (personagens originais), Harry G. Peter (personagens originais)
Gênero:
Ação, Aventura, Fantasia
Origem:
Estados Unidos, Coréia do Sul, Espanha
Estreia:
17/12/2020
Duração:
150 minutos

Filmes Relacionados

Lupas (18)

  • Bom filme, ótimos efeitos e produção, mas parece até injusto se comparado ao primeiro que era espetacular.

    Eduardo Gomes Beserra | Em 07 de Agosto de 2022 | NOTA: 7.5
  • Cansativo, não tem cenas de ação muito boas e roteiro é fraco. Mas não é ruim por causa da boa direção e atuações ainda que não seja excelentes são boas. Gal Gadot, Kristen Wiig e Pedro Pascal seguram o filme. Inferior ao primeiro, mas ainda é uma diversão bacana.

    Thiago Cavalcante Hércules | Em 30 de Maio de 2022 | NOTA: 6.5
  • A atuação de Pascal e a presença de Gadot sustentam esse filme, que poderia muito bem ser menos longo.

    Matheus Gomes | Em 15 de Julho de 2021 | NOTA: 4.5
  • Está certo que eu não esperava nenhuma "maravilha de filme", mas não precisava ser tão enfadonho.O roteiro capenga, com muitos furos e situações que não empolgam. Gal Gadot no piloto automático. Pedro Pascal até que não está tão mal com seu personagem "over" representando o clichê de líder corporativo yuppie nos anos 80

    Daniel Lucena | Em 01 de Abril de 2021 | NOTA: 4.5
  • Já vi essa história umas 1.000 vezes. Há algo de novo? Sempre há; mas está diluído!

    Mateus da Silva Frota | Em 06 de Fevereiro de 2021 | NOTA: 5.0
  • Boa sessão da tarde!

    Samuel Nascimento | Em 23 de Janeiro de 2021 | NOTA: 7.0
  • Que desastre!!! Chris Pine continua firme e forte na luta pra continuar sendo o pior ator de sua geração.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 08 de Janeiro de 2021 | NOTA: 3.0
  • Bosta pouca é bobagem, bom mesmo é de bastante!

    MOA MROCHA | Em 07 de Janeiro de 2021 | NOTA: 0.5
  • Na moral, já deu esse negócio de herói né...

    Edson Gonçalves | Em 02 de Janeiro de 2021 | NOTA: 1.0
  • Parece um episódio longo (e chato) de alguma série que passava na TV aberta ao meio dia. O final é quase uma lição de moral alá He Man

    Marcio Machado | Em 31 de Dezembro de 2020 | NOTA: 4.0
  • Muito inferior ao anterior... Estória totalmente clichê e duas horas e meia de "enchimento de linguiça"!

    Josinaldo Justino da Silva | Em 29 de Dezembro de 2020 | NOTA: 3.0
  • Após a boa cena de introdução, WW84 vai ladeira a baixo. Soluções simplistas, sem apelo, e cenas totalmente esquecíveis (é um filme extremamente feio, na acepção da palavra). Pedro Pascal carrega todo o filme com sua bela performance.

    Kaio Feliphe | Em 28 de Dezembro de 2020 | NOTA: 5.0
  • É um dos argumentos mais estapafúrdios dos últimos anos, com um vilão cômico/caricato e uma antagonista que aparece de forma abrupta e forçada, fruto do roteiro muito mal desenvolvido. Gadot, pelo menos, continua acertando no tom, e agora muito mais à vontade, o que ao menos garante a simpatia. Além do vilão debilóide, o fato da arma da vez ser mais ideológica é até interessante, mas necessita de uma grande dose de boa vontade pra não rir involuntariamente do argumento. Bela cena pós crédito!

    Alan Nina | Em 27 de Dezembro de 2020 | NOTA: 6.0
  • Consegue ser pior que o primeiro e podia ter pelo menos uns 40 minutos a menos. Enredo sem sentido, péssimos atores, texto apelativo e piegas. A "franquia" já deu o que tinha para dar, pelo que este filme demonstra.

    Mário Cláudio Simões | Em 27 de Dezembro de 2020 | NOTA: 4.0
  • É um filme mais forte do que seu antecessor e, em comparação com os filmes de super-heróis recentes, é um dos mais envolventes. Possui personagens bem construídos e sua formula mais leve acaba por servir como escapismo em um ano tão tenso como 2020.

    Lucas Reis | Em 26 de Dezembro de 2020 | NOTA: 8.0
  • Superou as expectativas ao abordar um tema tão importante (vontades individuais x vontades coletivas), ainda mais no contexto atual. Pedro Pascal está muito bem.

    Matheus Duarte | Em 23 de Dezembro de 2020 | NOTA: 8.0
  • Mantêm o clima de matinê do primeiro filme e melhora a narrativa e o desenvolvimento emocional dos protagonistas, enquanto - distante do Snyderverso - altera a paleta de cores do “dark sepia vintage” para o “quanto mais cafona melhor”, num trabalho bem mais genuíno. Desenvolve brilhantemente o tema do desejo desenfreado em nossa sociedade narcisista hiperconsumista, escalando as situações absurdas do enredo até o clima de fim de mundo que a gente vive atualmente. Pra ver e rever.

    Paulo Henrique de Aragão | Em 22 de Dezembro de 2020 | NOTA: 8.0
  • Por mais que Gadot mantenha aqui sua presença cativante em tela (e com suporte das boas adições ao elenco, com destaque para Wiig), alguns elementos soam tão rasos, mal concebidos e bregas, que fica difícil não se comprometer o resultado final. É um filme divertido - e continua sendo uma empreitada bem rentável da DC no Cinema, apesar da pandemia. Só faltou ser melhor escrito e menos preguiçoso. (IG: @filmaccro)

    Matheus Castelo Branco | Em 20 de Dezembro de 2020 | NOTA: 5.5