Saltar para o conteúdo
7,3
Média
44 votos
?
Sua nota
Direção
Lee Isaac Chung
Roteiro:
Lee Isaac Chung
Gênero:
Drama
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
10/11/2021
Duração:
115 minutos
Prêmios:
78º Globo de Ouro - 2021, 93º Oscar - 2021

Lupas (13)

  • Filme enfadonho, superestimado e pretensioso que jamais sai do lugar comum. Como drama, não traz nada de novo, apenas o fato de os atores serem coreanos. Problemas comuns, já vistos em dezenas de filmas e contados de forma muito melhor. Salvam-se o muleque e a avo em ótimas atuações. As indicações ao Oscas São absolutamente injustificáveis. Filme militante do ano. Se a família fosse o Brad Pitt com a Jolie e duas crianças brancas não renderia 1% desse falatório.

    Gabriel Cine | Em 06 de Abril de 2021 | NOTA: 4.0
  • O filme repousa nos braços de uma vida demasiadamente comum e por isso talvez tão próxima de cada um. A bela ambientação bucólica serve como pano de fundo daquelas situações tão próximas. A convivência com os mais velhos, as pequenas graças das crianças pequenas, os problemas conjugais com o afeto servindo como amálgama de tantos conflitos, ainda assim não é um filme que conquiste muito fortemente o espectador, falta talvez um pouco mais de esforço da direção

    Daniel Lucena | Em 01 de Abril de 2021 | NOTA: 6.5
  • É meio monótono e não há grandes momentos - o roteiro apenas se ocupa de mostrar a rotina dos Yi dia após dia, seus conflitos internos e suas dificuldades. É interessante em alguns momentos, enfadonho em outros. Peca em não conseguir despertar emoções.

    Matheus Gomes | Em 28 de Março de 2021 | NOTA: 6.5
  • Acerta em personagens cativantes , especialmente nas figuras do menino e da avó, mesmo porque de resto é de uma preguiça interminável: roteiro capenga, pianos chorosos, contexto sócio-econômico superficial e drama familiar bem comum e clichê sobre desentendimentos que concernem escolhas. É o tal filme encomendado para premiações versão década de 2020 onde o que muda somente é sua origem étnica para representar alguma minoria.

    Eliezer Lugarini | Em 22 de Março de 2021 | NOTA: 5.5
  • Como David disse: "wonderful, wonderful Minari"!

    Rosa | Em 21 de Março de 2021 | NOTA: 10.0
  • Lindíssimo drama, contando com uma química familiar profunda e humana.

    João Vitor G. Barbosa | Em 21 de Março de 2021 | NOTA: 8.0
  • Que lindo, produção americana com ingredientes Coreanos, perfeito, sensível, singelo, intenso, afetuoso e divertido... mas Oscar de melhor filme um tanto superestimado... É fofo, baseada levemente na vida da família do diretor Lee Isaac Chung, e o garotinha merecia indicação ao Oscar juntamente com a avó, mas que os pais... Mas torço por premiações p o filme...

    Rosana de Almeida Machado | Em 21 de Março de 2021 | NOTA: 8.5
  • Um filme que acalenta a alma. Yuh-Jung Youn concorrer ao Oscar foi a surpresa mais legal dessa manhã (de indicações). A mensagem do filme lembra a da elogiada animação "Soul", lógico que aqui de forma mais sutil. Um filmaço!

    Cassio Lopes | Em 15 de Março de 2021 | NOTA: 8.5
  • O melhor de Minari está na relação avó e neto, com duas ótimas atuações. O elenco todo vai bem e o desenvolvimento dos personagens é minucioso, dando ao filme um ritmo mais lento. Talvez seja isso que passe a sensação do final ser morno demais, não estragando a experiência do filme mas desperdiçando a oportunidade de ser arrebatador.

    Rodrigo Miranda de Andrade | Em 12 de Março de 2021 | NOTA: 7.0
  • Um drama sensível e adorável sobre a complexidade das relações familiares perante as adversidades do dia a dia, aqui potencializadas pelas mudanças que a família está passando. Steven Yeun traz bastante verdade ao seu personagem, a veterana Esther Moon cativa/emociona e o pequeno Alam Kim é um verdadeiro achado. O belo visual bucólico merece destaque também.

    Luiz F. Vila Nova | Em 09 de Março de 2021 | NOTA: 8.0
  • A temática da família rachada por divergências sobre o planejamento da vida é central no enredo deste drama, com clichês já bem desgastados, sobretudo as cenas de discussão entre o casal e a dificuldade dos filhos pequenos em lidar com as mudanças. A presença da avó que não parece avó, segundo o garotinho (um fofo de marca maior, aliás), dá ares menos cansativos às várias escolhas preguiçosas do roteiro.

    Patrick Corrêa | Em 09 de Março de 2021 | NOTA: 7.0
  • Os personagens são cativantes, mas.o roteiro vai tirando o brilho deles ao não se sair bem em qualquer gênero que o filme apostou.

    Thiago Fernando Fasolo Bones | Em 07 de Março de 2021 | NOTA: 6.0
  • Lee Isaac Chung mostra de maneira singela relações familiares problemáticas de imigrantes em meio a um turbilhão de pequenas situações, boas e ruins, que mostram que a vida em si não é nada fácil.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 03 de Março de 2021 | NOTA: 7.5