Saltar para o conteúdo
6,7
Média
41 votos
?
Sua nota
Direção
Nora Fingscheidt
Roteiro:
Peter Craig, Hillary Seitz, Courtenay Miles, Sally Wainwright
Gênero:
Drama, Policial
Origem:
Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido
Duração:
112 minutos

Lupas (7)

  • Imperdoável é o que o filme faz com o espectador. Um dos piores roteiros no ano (tem comentário elogiando esse roteiro horrivel???), flashbacks que seriam importantes para narrativa são tratados de forma rasteira. Fora isso Viola Davis jogada pra escanteio. Bullock até está razoável, mas nada acima da média. Uma bomba.

    Gabriel Cine | Em 20 de Janeiro de 2022 | NOTA: 1.5
  • Que roteiro ruim. Dramalhão exagerado. Uma surpresa nada a ver. Filme totalmente desnecessário. Num ato de bravura, consegui assistir até o fim. O meio ponto eh pra não dizerem que estou sendo muito exigente.

    RONIEL GOSLLOSVOSCKHY | Em 13 de Janeiro de 2022 | NOTA: 0.5
  • Além da ótima atuação da protagonista, a atmosfera criada ajuda na imersão numa trama simples que trabalhada com competência por um roteiro cuidadoso faz da obra um grande entretenimento. (O final é legal, mas o clímax que o antecede é um tanto fora do tom).

    Luiz Henrique C. Batista | Em 05 de Janeiro de 2022 | NOTA: 8.0
  • - 487º e último filme de 2.021! Visto em 31/12 (o 63º filme do ano visto na Netflix)... - Muito bom... - Definitivamente, a Sandra Bullock virou uma atriz de verdade e aqui ela tem mais uma grande atuação num papel totalmente sem vaidade! Além dela, a espetacular Viola Davis também brilha nas poucas cenas que aparece! Um filme denso e tenso do início ao fim, com um plot twist bacana e que vai pra lista dos melhores do ano! Recomendo...

    Thiago Soares Mota | Em 03 de Janeiro de 2022 | NOTA: 8.5
  • Dez/2021

    Antonio Celio Borges | Em 29 de Dezembro de 2021 | NOTA: 8.0
  • O plot bom e Bullock convincente. Só achei o roteiro bem fraco em relação aos antagonistas, tanto porque previsível como pelo maniqueísmo. Viola desperdiçada.

    Thiago Fernando Fasolo Bones | Em 23 de Dezembro de 2021 | NOTA: 6.0
  • Bullock está perfeita no papel, mas até agora não entendi o porquê de tantas cenas de memória, quebrando o ritmo a toda hora. Mostra uma certa fragilidade do roteiro em sustentar as cenas do presente, porque não é possível que a edição achou realmente necessário inserir cenas que não acrescentam em nada (obviamente que não algumas são importantes, mas a maioria dá uma sensação de encher linguiça). O maniqueísmo do antagonista quase põe tudo a perder.

    Alan Nina | Em 17 de Dezembro de 2021 | NOTA: 6.0