Saltar para o conteúdo

Notícias

Cineplayers Cast 32 - Um Corpo que Cai



O inglês Alfred Hitchcock entrou para a história como o mestre do suspense através de uma série de obras-primas que faziam o público ficar na ponta das poltronas do cinema.

Um Corpo que Cai pode não ser o seu filme mais famoso, mas é considerado por muitos sua obra-prima e um dos melhores filmes da história do cinema. Bernardo Brum, Rodrigo Cunha, Régis Trigo e Heitor Romero se reuniram para bater um papo nesse podcast sobre o clássico com James Stewart e Kim Novak, que comemora 60 anos de lançamento.

Será o melhor de Hitchcock? O que faz dele uma obra-prima? Qual sua relação com os filmes noir? Vem debater com a gente e não se esqueça de comentar em mais um Cineplayers Cast!

SPOILERS DE DAR VERTIGEM

Duração: 107 minutos

Edição: Edu Aurrai

Links:

Filmes Citados:

O Inquilino Sinistro
Os 39 Degraus
A Dama Oculta
Rebecca - A Mulher Inesquecível
Correspondente Estrangeiro
Interlúdio
Festim Diabólico
Série Alfred Hitchcock Presents
Série Além da Imaginação 
Série Black Mirror
Pacto Sinistro
Janela Indiscreta
O Homem Errado
A Tortura do Silêncio
Intriga Internacional
Quando Fala o Coração
Psicose
O Homem que Sabia Demais
Agonia de Amor
...E o Vento Levou
Ladrão de Casaca
Os Pássaros
Frenesi
Trama Macabra
Topázio
Marnie - Confissões de uma Ladra
Disque M para Matar
As Diabólicas
O Marido Era o Culpado
Missão: Impossível
Cidade dos Sonhos
Série Twin Peaks
Dublê de Corpo
Fantasma (1922)
Manhattan
Velozes e Furiosos 5 - Operação Rio
Comboio do Medo
Os Goonies
Vestida para Matar
Trágica Obsessão
Alta Ansiedade
Cidadão Kane
O Poderoso Chefão
Cinderela Baiana
Pulp Fiction: Tempo de Violência
Jurassic Park - Parque dos Dinossauros



Comentários (6)

Josiel Oliveira | sexta-feira, 18 de Maio de 2018 - 17:17 | Responder

Eu passei pela mesma coisa do Heitor, de assistir logo no começo e depois de anos revisitar com outro e curtir mais ainda.. e ainda acho que vou passar por processo várias vezes kkk
E o Régis precisa ter mais fantasia no coração poxa.. deveria assistir F for Fake pra ver se revia esses conceitos aí kkk mas legal, agregou bastante
E nossa.. Cinderela Baiana foi citada.. meu deus, o papo foi longe.. acho que não cheguei ainda

Walter Prado | sexta-feira, 18 de Maio de 2018 - 19:07 | Responder

Foi o primeiro Hitchcock que vi, e se mantem como meu favorito dele.

Carlos Eduardo | sexta-feira, 18 de Maio de 2018 - 19:19 | Responder

Também achei que o Régis foi picuinha ali na crítica à trama "rocambolesca" de Vertigo. Mas entendo o lado dele também embora não concorde. Hitchcock entendia bem a importância de não ser 100% verossimilhante nos seus filmes. Intriga Internacional potencializa isso ao máximo. A propósito assisti O Marido era o Culpado hoje, e que filme senhoras e senhores! Dos que vi da fase inglesa dele é o melhor. A dilatação do suspense nesse chega a ser insuportável. O que nesse caso é um baita elogio. Fiquei muito surpreso com a média baixa aqui no CP.😢 Bem melhor que Os 39 Degraus, que é tão lembrado. Aproveitei a deixa do podcast e fiz uma lista dos filmes que vi do mestre em ordem de preferência.

http://www.cineplayers.com/lista/top-alfred-hitchcock/33944

Faça login para comentar.