Saltar para o conteúdo

Notícias

Cineplayers Cast 62 - Roma



Lançado diretamente para a Netflix, Roma é um marco por ser um dos filmes mais importantes do ano saindo diretamente para uma plataforma de streaming. Sinal dos novos tempos.

Rodrigo Cunha, Bernardo Brum, Heitor Romero e Régis Trigo debatem tudo sobre a nova obra de Alfonso Cuarón. Suas memórias, suas inspirações, os personagens, a narrativa, a escolha do preto e branco... Mas também falam sobre sua carreira e as implicações que um lançamento como esse trazem para a indústria.

Vamos juntos em mais um podcast feito especialmente para vocês e, não se esqueçam, sua participação é fundamental por aqui.


SPOILERS MAIS PRO FINAL DO CAST


Duração: 98 minutos

Edição: Edu Aurrai



Comentários (3)

Carlos Eduardo | quinta-feira, 27 de Dezembro de 2018 - 02:38 | Responder

Esse merecia um cast urgente. Eu fui um dos que reivindicou o tema e foi ótimo pessoal, valeu mesmo. Os comentários do Régis enriquecem muito a experiência de relembrar esta que para mim é a grande obra de Cuarón. O filme mais poético do ano.

Araquem da Rocha | quinta-feira, 27 de Dezembro de 2018 - 06:36 | Responder

Realmente as coisas mudaram.Hoje, o cinema de qualidade, alternativo e criativo está quase todo na tv.

Kennedy | sábado, 12 de Janeiro de 2019 - 08:05 | Responder

Parabéns pelo podcast, equipe do Cineplayers.

Quanto à Roma, bem... Superestimado demais e esse podcast deixa isso claro. Dos 98 minutos, praticamente 70% dele é falando sobre filmes anteriores do Cuaron ou de curiosidades da produção do filme. O que de fato é falado do filme, bem como seus significados, é muito pouco em relação ao todo. O que quero dizer é que se trata de um filme que retrata apenas uma família de classe média e sua empregada, mostrando algumas contradições inerentes da sociedade mexicana, mas nada muito politizado, como vocês falaram. Fora a qualidade técnica cinematográfica, essa sim indiscutivelmente ótima, não há muito o que se aproveitar desse filme. Se é um filme de lembranças? Talvez, mas ninguém pediu pra saber da vida do Cuaron quando criança. Essa faceta é pouco evidente, a não ser que se saiba previamente, por meio de leitura de matérias jornalísticas, das intenções do Cuaron. De todo modo, como filme de lembrança, ainda assim, soa frio.

Faça login para comentar.