Saltar para o conteúdo

Notícias

Artistas de Hollywood se comprometem a trabalhar com mais diretoras


Após a formação inicial do movimento Time's Up criar a campanha de denúncia #MeToo, a organização agora criou o "4 Percent Challenge" ou Desafio dos Quatro Por Cento. E a iniciativa introduzida no Festival de Sudnance já conquistou alguns de seus primeiros signatários, entre eles Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome), Thessa Thompson (Thor: Ragnarok) e Zazie Beetz (Deadpool 2).

Falando pelo movimento, Thompson explicou a origem da nova campanha: "Por conta de apenas 4% dos filmes de todos os 100 maiores estúdios de cinema terem sido dirigidos por mulheres na última década, o Time's Up está iniciando um desafio, o desafio dos 4%, e eu planejo entrar nele. Eu me comprometo a trabalhar com uma diretora nos próximos 18 meses". 

Hammer e Beetz, que estavam em Sundance promovendo o filme Wounds, aceitaram prontamente o desafio em declaração aos jornalistas. Hammer, atuando há 13 anos, apenas recentemente atuou dirigido por uma mulher em Suprema, projeto comandado por Mimi Leder (Impacto Profundo, A Corrente do Bem).

Nas redes sociais, mais artistas prometeram aderir aos 4%, entre eles Jennifer Lopez (A Sogra), Kyra Sedgewick (Quase 18) e Jurnee Smollett-Bell (True Blood). O diretor Paul Feig (Um Pequeno Favor) aproveitou seu espaço no Twitter para comentar: "Nós precisamos que mais produtores e estúdios se juntem a nós. Será a coisa mais fácil que vocês já fizeram e vocês conseguirão grandes filmes disso. Nós te desafiamos. Façam isso!", escreveu. 

Ao menos os estúdios que adaptam quadrinhos já aderiram à tendência em seus projetos vindouros, com Capitã Marvel sendo dirigido por Anna Boden e Birds of Prey comandado por Cathy Yan. 

Comentários (3)

CitizenKadu | sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019 - 15:55

Na verdade o #MeToo foi criado em 2006 por Tarana Burke; o Times Up foi criado em 2018 por causa do caso Weinstein. Inclusive Tarana Burke foi quem disse a seguinte frase:"That Sometimes #MeToo movement that I hear some talk abouts is unrecognizable to me"; como se pode ver nesse vídeo de Zizek onde ele faz uma crítica construtiva ao movimento:https://www.youtube.com/watch?v=ai_UAPaoEW4&t=4s devido ao fato de que a massiva importância que o movimento tinha nas pessoas de uma classe inferior a de Hollywood,foi obscurecido por esta última e apropriado por elas( e ele deixa claro que é importante as condenações contra o abuso).Por isso Holywood criou o seu próprio movimento, o Time's Up, para agora conseguir mais mulheres diretoras porque Harry Cohn e Darryl F. Zanuck ressuscitaram e tiram o direito delas de trabalhar ou serem criativas.

Walter Prado | sábado, 23 de Fevereiro de 2019 - 15:34

"entre eles Jennifer Lopez"

Coitada das diretoras, hein...

Walter Prado | sábado, 23 de Fevereiro de 2019 - 15:34

A não ser que seja Gerwig, aí se merecem...

Faça login para comentar.