Saltar para o conteúdo

Notícias

David Fincher anuncia novo longa com Gary Oldman para a Netflix


Sem lançar filmes novos no cinema desde Garota Exemplar, em 2014, David Fincher anunciou seu próximo projeto para as telonas: Mank, filme que enfoca a vida de Herman Mankiewicz, roteirista do revolucionário Cidadão Kane e cuja ambientação se dará nos bastidores do clássico de Orson Welles. Para viver o protagonista, Fincher contará com Gary Oldman, que venceu a penúltima edição do Oscar de Melhor Ator vivendo Winston Churchill em O Destino de Uma Nação.

Um dado importante a nível pessoal para o diretor é que o roteiro foi escrito por seu pai, Jack Fincher, falecido em 2003 e conhecido por ser editor-chefe da revista Life. Ele escreveu a história da vida de Herman "Mank" Mankiewicz, irmão do diretor Joseph L. Mankiewicz (A Malvada), correspondente estrangeiro e crítico dramático para o The New York Times e The New Yorker. Seu estilo esperto e satírico foi apelidado como "o humor Mankiewicz" e lhe valeu trabalhos iniciais no cinema "consertando" roteiros. Ele escreveu grande parte da estadia de Dorothy no Kansas antes de ser para transportado para o mundo fantástico de O Mágico de Oz, mas não foi creditado. Ao longo da sua vida, foi perseguido tanto por nazistas - que proibiram a MGM de passar filmes onde o artista era creditado na Alemanha - quanto por William Randolph Hearst, após a aclamação crítica e o Oscar de Melhor Roteiro ganho por Cidadão Kane. Alcoolatra dado a vexames públicos, faleceu aos 55 anos em 1953 por intoxicação por ureia.

O projeto de Fincher, que será filmado em preto-e-branco, será lançado via streaming pela Netflix, sendo o quarto da parceria do serviço de streaming com o diretor, que produziu com eles House of Cards, série que detonou a cultura "binge-watching", Mindhunter, que dirigiu o primeiro e o último episódios e produziu o restante da história sobre os agentes do FBI que desenvolveram métodos de encontrar serial killers, e por fim Love, Death & Robots, produzido ao lado de Tim Miller (Deadpool) e que propôs uma coletânea de animações com temática e estética bastante livres. Ainda não há data de estreia prevista.

Comentários (1)

Carlos Eduardo | sexta-feira, 12 de Julho de 2019 - 04:58 | Responder

Finalmente Fincher de volta e pelo visto vem coisa boa por aí.

Faça login para comentar.