Saltar para o conteúdo
6,8
Cineplayers
7 votos
6,9
Usuários
293 votos
?
Sua nota
Direção
Walter Salles
Roteiro:
Jack Kerouac (livro), José Rivera (roteiro)
Gênero:
Aventura, Drama
Origem:
Estados Unidos, França, Reino Unido, Brasil
Estreia:
13/07/2012
Duração:
137 minutos
Prêmios:
65° Festival de Cannes - 2012

Um escritor aspirante de 18 anos de idade chamado Sal Paradise, cuja vida é energizada e, finalmente, redefinida pela chegada de Dean Moriarty, um espírito livre, destemido, que passou boa parte de sua vida dentro e fora da cadeia. Entre eles, uma paixão: uma garota precoce e libertária de 16 anos chamada Marylou. Juntos, Sal e Dean atravessam a América em busca de diversão de alta voltagem, inspiração e da última fronteira do país. Ao longo da jornada eles transcendem todas as barreiras sociais e geográficas em sua busca de da derradeira experiência de transcendência física e sensorial.

Elenco

Kristen Stewart
Marylou
Amy Adams
Jane
Kirsten Dunst
Camille
Viggo Mortensen
Bull Lee
Garrett Hedlund
Dean Moriarty
Steve Buscemi
Elisabeth Moss
Galatea Dunkel
Terrence Howard
Walter
Alice Braga
Terry
Tom Sturridge
Carlo Marx
Sam Riley
Sal Paradise
Kaniehtiio Horn
Rita Bettancourt
Joe Chrest
Policial
Sarah Allen
Vicki
Kim Bubbs
Laura
Jake La Botz
Okie Hitchhiker
Joey Klein
Tom Saybrook
Giovanna Zacarías
Puta Loca Roja
Larry Day
Coati Mundi
Slim Gaillard

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Tecnicamente um primor (talvez o auge de Salles), lindo demais, para se transformar em obra-prima faltou um pouco mais de ousadia, desprendimento (talvez da obra original) e melhor desenvolvimento dos personagens. Talvez ganhe notoriedade com os anos.

  • Talvez o livro de Kerouac fosse mesmo inadaptável, talvez as expectativas estivessem altas demais, ou talvez Walter Salles não estava em um dia inspirado. A única certeza é que "Na Estrada" simplesmente passa sem marcar. Em suma: uma oportunidade perdida.

  • Quando a perda do pai encoraja um jovem a desbravar o país em busca de autoconhecimento; mensagem atemporal transformada em belo filme, com direção, trilha, fotografia e atuações impecáveis. Edit: com o tempo, veremos como a obra é subestimada.

  • Não chega a ser um 'Corrida Sem Fim', mas faz bonito, principalmente por arriscar numa época onde o mais fácil e óbvio é venerado.

  • Ainda que, por vezes, consiga captar o "espírito" do livro, o estilo de Kerouac não é bem transportado por Salles para o cinema, já que o filme sente muito a falta de uma estrutura ou de um arco dramático definido. É feito de momentos - o que é pouco.

Comentários (0)

Faça login para comentar.