Saltar para o conteúdo
8,0
Cineplayers
6 votos
8,7
Usuários
99 votos
?
Sua nota
Direção
Howard Hawks
Roteiro:
Jules Furthman (roteiro), Howard Hawks (história original - não creditado), Eleanore Griffin (colaboração - não creditada), William Rankin (colaboração - não creditado)
Gênero:
Aventura, Drama, Romance
Origem:
Estados Unidos
Duração:
121 minutos
Prêmios:
12° Oscar - 1940

Uma jovem de passagem por uma republiqueta da América Latina se apaixona pelo comandante de uma companhia de carteiros aéreos, que arriscam diariamente suas vidas em voos perigosos. Porém, precisa competir seu amor com outra mulher.

Elenco

Cary Grant
Geoff Carter
Jean Arthur
Bonnie Lee
Thomas Mitchell
Kid Dabb
Richard Barthelmess
Bat Kilgallen - MacPherson
Rita Hayworth
Judy MacPherson
Sig Ruman
Dutchy - John Van Ruyter
Victor Kilian
Sparks
Allyn Joslyn
Les Peters
Noah Beery Jr.
Joe Souther
John Carroll
Gent Shelton
Don 'Red' Barry
Tex
Pat West
Baldy
Milisa Sierra
Lily
Pat Flaherty
Mike
Pedro Regas
Pancho
Lucio Villegas
O médico
Manuel Álvarez Maciste
O cantor
Cecilia Callejo
Felice Torras
Forbes Murray
Sr. Harkwright
Inez Palange
Tia de Lily

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Um filme bastante digno , como boa parte da produção da década de 1930. Alguns momentos existe uma forte tensão no ar em outros o filme causa leve distanciamento (talvez o romance previsível desde o início ou a sensação de falta de propósito dos pilotos)

  • Um bando de loucos irresistíveis vivendo no limite de suas forças e sentimentos.

  • Talvez sua obra mais existencialista. Seus personagens testam limites para se sentirem vivos, numa incessante busca por algo que lhes proporcionem o contato com a morte para que só assim suas vidas se justifiquem.

  • Soberano dos filmes de aviação que se multiplicaram na época da guerra. Seria ainda melhor se focasse sempre no clima do começo. A camaradagem geral, amizade comprovada sob momentos de tensão, Jean Arthur desfilando sua doçura e ímpeto a cada segundo.

  • Romance com desilusões, provas das conquistas do homens e muito mais, e sempre aquele ritmo divertidissimo dos filmes de Hawks.

  • Pena que aquela atmosfera do começo - até a história começar a ficar séria - perca força com o passar do filme. Mas tem Cary Grant de chapéu, Rita Hayworth, amigos, drinques e música!

  • O sorriso com lágrimas mais sincero que já tiraram de mim. Obrigado Howard Hawks.

  • O Primeiro 10 agente nunca esquece! Aventura, romance, drama e comédia (resquícios é verdade) em um filme pra lá de elegante, que valoriza ao máximo capacidade do homem. Nunca ele deafiou a natureza de forma tão corajosa e implacável quanto aqui!

  • Mesmo com um roteiro bastante novelesco e o subaproveitamento da Rita Hayworth, num papel de coadjuvante sem nenhuma expressão, além do alongamento desnecessário, é simpático.

  • Hawks em sua essência.

Comentários (0)

Faça login para comentar.