Saltar para o conteúdo
5,9
Cineplayers
8 votos
6,6
Usuários
358 votos
?
Sua nota
Direção
Clint Eastwood
Roteiro:
Peter Morgan (escrito por)
Gênero:
Drama
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
07/01/2011
Duração:
129 minutos
Prêmios:
83° Oscar - 2011

George é um psíquico que tem dificuldades em se relacionar emocionalmente com a sua namorada e não quer nada com os seus poderes. Uma jornalista francesa e apresentadora de um talk show viveu uma experiência de quase-morte no tsunami de 2004. Um jovem rapaz cujo irmão gêmeo faleceu num acidente de carro. A vida de todos eles acaba por se cruzar.

Elenco

Matt Damon
George
Bryce Dallas Howard
Melanie
Jay Mohr
Billy
Richard Kind
Christos
Cécile De France
Marie
Jenifer Lewis
Candace
Steve Schirripa
Carlo
Mylène Jampanoï
Repórter Jasmine
Claire Price
Professora de Marcus
Jean-Yves Berteloot
Michael
Marthe Keller
Dra. Rousseau
Hélène Cardona
Angel (voz)
Franz Drameh
adolescente

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Ora, o tom espiritual pós-morte é apenas o pano de fundo de alguém desesperado em busca do amor. Tudo conecta-se para atingir esse objetivo, e a jornada é linda, ainda que piegas.

  • O filme não trata de vida pós-morte, mas da vida antes da morte, e da relação dos personagens com ela. Um filme, sobretudo, de encontros, narrado com a grande elegância e sensibilidade habituais de Eastwood

  • Esperava-se (muito) mais do que esta bagunça. Um filme confuso, que parece não saber o que quer dizer, estrelado por personagens sem a menor graça. Até mesmo Clint surpreende com uma mão pesada, criando momentos de pieguice extrema - como o final.

  • A proximidade da morte sempre esteve presente na filmografia de Eastwood. Por isso mesmo, é até estranho que ele pareça perdido e meio sem o que dizer na sua obra mais explícita sobre o tema. Fácil, um dos trabalhos mais fracos do diretor.

  • A história é meio perdida, não sabe para onde vai; parece mais Eastwood convencendo-se de que realmente há algo após a morte. Porém, como de costume, seus planos são lindos, as locações soberbas e toda a cena inicial, por si só, faz valer o ingresso.

  • A amarração entre o trio de protagonistas é muito bem feita, tornando a história agradável. A cena inicial também é muito bem produzida.

Comentários (0)

Faça login para comentar.