Saltar para o conteúdo
7,3
Cineplayers
7 votos
7,5
Usuários
198 votos
?
Sua nota
Direção
Mike Figgis
Roteiro:
John O'Brien (romance), Mike Figgis (roteiro)
Gênero:
Drama, Romance
Origem:
Estados Unidos, Inglaterra, França
Duração:
111 minutos
Prêmios:
53° Globo de Ouro - 1996, 68° Oscar - 1996

Ben Sanderson (Nicolas Cage) é um alcólatatra que acaba de ser demitido da produção de um filme. Deprimido, Ben dirige até Los Angeles decidido a beber até morrer. Lá ele conhece uma prostituta ao qual se apaixona (Elisabeth Shue), desenvolvendo uma relação de respeito em relação a vida que levam: ele bebendo cada dia mais e ela se prostituindo.

Elenco

Nicolas Cage
Ben Sanderson
Elisabeth Shue
Sera
Valeria Golino
Terri
Julian Sands
Yuri
Carey Lowell
caixa de banco
Richard Lewis
Peter
Steven Weber
Marc Nussbaum
Kim Adams
Sheila
Shashi Bhatia
prostituta hispânica
Emily Procter
Debbie
Graham Beckel
Barman de Los Angeles
Susan Barnes
Recepcionista
Lucinda Jenney
A estranha

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Vendo este filme é difícil acreditar que um ator deste calibre resolva negligenciar seu próprio talento em troca de mais dinheiro. Nicolas, tomara que você volte a fazer atuações maravilhosas como esta. Quanto ao filme? Tocante e humano, excelente!

  • Uma história deprimente,mas que houve espaço pra o amor,mesmo que por tempo bem curto.Nicolas Cage ótimo.Será que um dia ele volta a filmes de verdade,como esse??

  • Uma compreensão que nasce entre esses dois outsiders ou, se se quiser, malditos. É a partir daí que Mike Figgis mostra como dominar essas duas artes, a da direção e a do roteiro: com ambas, cria um fio de tensão que reterá o espectador até o fim.

  • Um forte e melancólico relato sobre a solidão e o alcoolismo feito com incomum sensibilidade e com grandes atuações do elenco, em especial, Cage.

  • Se não bastasse a interpretação premiada de Nicolas Cage, Elisabeth Shue nunca esteve tão bem em tela (na atuação e na beleza) e é graças ao seu trabalho que torcemos pelo casal de protagonistas, mesmo sabendo que a relação está fadada ao fracasso.

  • Praticamente um filme de segunda linha. Muito pobre e grosseiro em quase todos os aspectos. Nicolas Cage só ganhou esse Oscar porque tem um aspecto doentio.

  • Múltiplas doses de amor incondicional e aflição em uma inóspita taça de vidro pronta para se quebrar a qualquer instante. No fim, resta a dúvida: O que foi maior? A decadência alcoólatra de Ben ou a artística do próprio Nicolas Cage?

  • Gosto da forma como o filme retrata Las Vegas,e sem falar do pessimismo.É um filme triste,dolorido,porém bonito.O Jazz serve-se como uma companhia(ou consolo) aos dois pariás nesse filme e Nicolas Cage esta ótimo.Gostei muito.

  • Duas almas perdidas na cidade dos cassinos e da luxúria, precisando um do outro, aceitando a si mesmos e ao próprios destinos.

  • Doloroso como ver um amigo numa derrocada sem volta. Tem dois ou três momentos de dar nó na garganta.

Comentários (0)

Faça login para comentar.