Saltar para o conteúdo
?
Sua nota
Direção
Roteiro:
Guilherme de Almeida (escrito por), Jacques Maret (escrito por), Oswaldo Sampaio (escrito por)
Gênero:
Origem:
Duração:
109 minutos
Prêmios:
5° Festival de Cannes - 1952

Lupas (6)

  • O problema do filme é, justamente, a falta de um bom ritmo. No segundo ato, fica evidente o desequilíbrio do roteiro e a sensação de cansaço diante de uma história que se mostrava mais promissora. De qualquer forma, ainda é uma bela chance de ver Tonia Carrero no auge da beleza e do talento, assim como Anselmo Duarte 10 anos antes de seu maior êxito como diretor.

    Patrick Corrêa | Em 27 de Agosto de 2022 | NOTA: 6.5
  • 15/11/16

    Eduardo Scutari | Em 16 de Novembro de 2016 | NOTA: 6.0
  • Alguns deslizes narrativos aqui e ali, mas muito bom no geral. Direção, arte, fotografia e Anselmo Duarte fazem bonito.

    Paulo Henrique de Aragão | Em 22 de Fevereiro de 2015 | NOTA: 7.0
  • A história tem potencial, mas o roteiro não imprimiu emoção à trama, a direção foi amadora, a edição ficou desorganizada e o elenco de apoio se mostrou sofrível. No entanto, merece uma refilmagem "atualizada", com produção mais técnica e profissional.

    Gilberto C. Mesquita | Em 16 de Outubro de 2014 | NOTA: 5.0
  • Biografia romanceada de Zequinha de Abreu. Primeira superproduação da Vera Cruz. De alto nivel

    Diego Mendes Rodrigues | Em 20 de Junho de 2014 | NOTA: 8.0
  • Apesar de ser um trabalho popular e não muito complexo, conta a história, seja ficcional ou não, de uma da mais belas valsas da música brasileira.

    Yuri Ramos Ferreira | Em 23 de Maio de 2011 | NOTA: 6.5