Saltar para o conteúdo
7,8
Média
494 votos
?
Sua nota
Direção
John Carpenter
Roteiro:
John Carpenter (roteiro), Debra Hill (roteiro)
Gênero:
Suspense, Terror
Origem:
Estados Unidos
Duração:
91 minutos

Lupas (73)

  • 05/10/2023

    Felipe Soares | Em 06 de Outubro de 2023 | NOTA: 7.0
  • Tensão que lhe prende como um bom suspense/terror tem que ser.

    Thyago Augusto | Em 24 de Julho de 2023 | NOTA: 8.0
  • Como sempre a direção do Jhon é excelente e conduz bem a história. Mais de terror não tem nada é só um thriller de suspense mesmo

    Shut Up Drive | Em 30 de Julho de 2022 | NOTA: 7.0
  • Um trabalho de mise en scène que merece todos elogios que acumulou com o passar dos anos.

    Zacha Andreas Lima | Em 31 de Janeiro de 2022 | NOTA: 8.5
  • Envelheceu mal demais. As mortes são ridículas e carecem de tensão. Ao menos inaugurou um novo gênero e influenciou muitos filmes melhores.

    Matheus Gomes | Em 01 de Dezembro de 2021 | NOTA: 4.0
  • impossível não ficar querendo ainda mais. filmaço.

    Vinicius de Moraes | Em 25 de Dezembro de 2020 | NOTA: 8.5
  • Com os olhos de hoje o filme pode parecer lento demais, ou com clichês já vistos mil vezes, porém se a analisamos sua época e como foi precursora de muitos recursos, vira uma quase obra prima, como a abertura em primeira pessoa, o clima sempre tenso e a câmera na mão! Grande terror.

    Fabio Luis Martins Rafo | Em 05 de Outubro de 2020 | NOTA: 9.0
  • Climao maravilhoso de suspense. Mas os 15 minutos finais são insanos.

    Anderson Placido | Em 06 de Fevereiro de 2020 | NOTA: 7.0
  • O clima de suspense/ terror é muito bem construído pelo diretor. As jump scares com Myers também são boas, e a trilha sonora é marcante. O filme influenciou muitos outros dos anos 80, mas hoje já não bota muito medo.

    Araquem da Rocha | Em 10 de Março de 2019 | NOTA: 7.0
  • A partitura, a sequência inicial em câmera subjetiva e a opção de filmar os personagens de longe quando caminham pelas ruas - dando a entender que estão sendo vigiados - são os trunfos. Mas as mortes poderiam ser mais assustadores e as atuações, melhores.

    Guilherme Vasconcelos Ferreira | Em 17 de Novembro de 2018 | NOTA: 8.5
  • A construção da lenda e do medo, pela dupla Carpenter e Debra em efervescência de estilo e inspiração, unindo o poder simbólico e psicosexual com seus sintetizadores e sua construção de horror, tão atmosférica que a ameaça do Michael está em cada frame.

    Bruno Kühl | Em 01 de Novembro de 2018 | NOTA: 9.0
  • A mesma fórmula seria utilizada em Sexta-Feira 13 (apenas trocando o ambiente urbano pela floresta), e M.Myers se mostra de fato um vilão quase onipresente na história. Porém os 15min finais são imperdoáveis, desconexos do padrão mostrado anteriormente.

    Daniel Borges | Em 30 de Outubro de 2018 | NOTA: 8.0
  • John Carpenter realiza através de uma direção minimalista e bastante efetiva, um verdadeiro pesadelo expressionista de sombras e ângulos desconcertantes (além de uma trilha sonora arrepiante), entregando assim o slasher definitivo que serve de referência para o horror moderno até hoje. E Michael Myers representa o mal absoluto, onipresente, inexpressivo, irracional, que não descansa e nunca morre.

    Luiz F. Vila Nova | Em 28 de Outubro de 2018 | NOTA: 9.0
  • Há pouca coisa acontecendo em Halloween, mas há muito de subversivo do ponto de vista do medo. A figura de Meyers representa o medo que está ali, está próximo, está vindo. Quando se aproxima ou se esconde nos sombras e arbustos são os melhores momentos.

    Paulo Matheus | Em 24 de Outubro de 2018 | NOTA: 8.5
  • Carpenter constrói perfeitamente a imagem do mal só esperando a hora de sua confirmação. Um clima que permeia do início ao fim, impulsionado pela sua própria trilha sonora original. Sua obra-prima!

    Renan Paiva | Em 09 de Outubro de 2018 | NOTA: 10.0
  • Tem seus méritos por algumas passagens com a câmera e pelo atual contexto histórico envolvendo o gênero. Porém isso com certeza não justifica o tedioso assassino do Halloween. A essa altura outros já haviam se saído bem melhores.

    Gabriel Fagundes | Em 08 de Outubro de 2018 | NOTA: 6.0
  • Genius, revisto: 20-03-2018

    Davi de Almeida Rezende | Em 20 de Março de 2018 | NOTA: 6.0
  • Roteiro muito simples, não chega a cansar ou parecer chato, mas é de se esperar algo um pouco mais interessante. As cenas de terror são todas eficientes, mas o filme traz aquela sensação de que ficou devendo algo. Sessão de Tarde para terror.

    César Barzine | Em 06 de Março de 2018 | NOTA: 6.0
  • Filme que prioriza os personagens e a atmosfera de desconforto e tensão, ao invés de sustos idiotas e violência desenfreada gratuita. Eternamente, o melhor dos slashers.

    Gabriel Severo | Em 10 de Janeiro de 2018 | NOTA: 8.5
  • A câmera de Carpenter passeia por ruas e casas representando uma ameaça constante, criando um forte clima de suspense e tornando Myers um vilão assustador por ser quase onipresente.

    Guilherme Krema | Em 25 de Outubro de 2017 | NOTA: 8.5