Saltar para o conteúdo
Aventura Ação Policial

Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

(Dark Knight Rises, The, 2012)
7,4
Cineplayers
16 votos
8,0
Usuários
979 votos
?
Sua nota
Direção
Christopher Nolan
Roteiro:
David S. Goyer (história), Jonathan Nolan (roteiro), Bob Kane (personagens), Christopher Nolan (história e roteiro)
Gênero:
Aventura, Ação, Policial
Origem:
Estados Unidos, Reino Unido
Estreia:
27/07/2012
Duração:
165 minutos

Oito anos após os eventos ocorridos em Batman - O Cavaleiro das Trevas, o terrorista Bane retorna para Gotham City, provocando o pânico e o desespero. Sem forças para enfrentar o terrível criminoso, sedento de sangue, a polícia da cidade chega ao seu limite, fazendo com que Batman retorne de seu exílio por ter sido responsabilizado pelos crimes de Harvey Dent.

Elenco

Christian Bale
Bruce Wayne
Tom Hardy
Bane
Liam Neeson
Ra's al Ghul
Joseph Gordon-Levitt
Blake
Anne Hathaway
Selina
Gary Oldman
Comissário Gordon
Aidan Gillen
Agente da CIA
Juno Temple
Holly Robinson
Marion Cotillard
Miranda
Morgan Freeman
Fox
Michael Caine
Alfred
Matthew Modine
Foley
Joey King
Talia Al Ghul jovem
Daniel Sunjata
Capitão Jones
Nestor Carbonell
Prefeito
Brett Cullen
Juiz
Reggie Lee
Ross
Alon Aboutboul
Dr. Pavel
Ben Mendelsohn
Dagget
Cillian Murphy
Dr. Jonathan Crane / Scarecrow

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Traça um retrato da paranoia americana em relação ao terrorismo e a queda da bolsa de valores, e fecha a trilogia como uma das mais representativas sobre o mundo atual, seus males, suas esperanças, e sua necessidade de redenção e renovação. Um fim digno.

  • O peso de substituir o Coringa era perigoso. Apesar disso, Bane não faz feio em um filme menos realista que os anteriores, mas não menos empolgante. Tudo em CdTR é maior, mais épico. O maior defeito fica por conta da violência, que acabou amenizada.

  • O desfecho de Nolan é abobalhado e indeciso, um festival de equívocos permeado por alguns grandes momentos que trazem alguma dignidade para um épico um tanto furado e caricato. Tadinho do Batman.

  • Nolan controlou-se no tom autoimportante, mas o excesso de liberdades artísticas a abstrações não combinam com o tom realista. Bane é o típico vilão unidimensional de filmes de quadrinhos, bem menos interessante que o Coringa de Ledger.

  • Mesmo com excesso de personagens e tramas, Nolan fecha de forma coesa seu universo em outro grande filme, novamente bem construído, com um grandioso terceiro ato e mais interessado na psicologia dos personagens do que na ação. Bane é um ótimo antagonista.

  • Menos realista que seus antecessores, revestido de moral mais explícita e concessões típicas dos quadrinhos, mas um capítulo excelente, com elenco incrível, que tem como maior trunfo fazer jus à sua divulgação, com epicidade em mais alto nível.

  • Há as doses de adrenalina, para dopar e manter a platéia empolgada, e o visual super-escuro para que pareça um filme sombrio, sendo que ele é só de uma ficção muito pobre. Os vilões, unidimensionais, são bem pouco complexos, matizados.

  • A ação e as lutas realistas são marca da trilogia, e nesse capítulo final estão perfeitas. Para o filme todo ser "perfeito", algumas decisões do roteiro poderiam ser mais corajosas.

Comentários (0)

Faça login para comentar.